Buscar

Barcos de pequeno porte dominam mercado náutico brasileiro

Com 75% das embarcações sendo modelos de até 26 pés, o Brasil caminha para alcançar os Estados Unidos, principal mercado náutico do mundo, onde 95% da frota de barcos são de pequeno porte.


Com diversos tamanhos e modelos disponíveis no mercado, além de preços para variadas classes sociais, o barco de lazer está ganhando mais espaço no Brasil.

De acordo com dados da Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e Seus Implementos (Acobar), atualmente cerca de 1 milhão de embarcações navegam em águas brasileiras.


Segundo Márcio Ishihara, especialista em mercado náutico e diretor do Bombarco, um dos principais canais de negócios náuticos do Brasil, em 2021 aumentou em 20% a comercialização de embarcações de até 26 pés. “A alta procura por barcos de pequeno porte está relacionada principalmente ao baixo custo de manutenção. Uma embarcação de 20 pés, por exemplo, é possível rebocar com um carro e deixar na garagem de casa, sem precisar pagar mensalidade em marinas e todos os custos relacionados”, explica.



Para o especialista, o Brasil caminha para alcançar os Estados Unidos, principal mercado náutico do mundo, onde 95% da frota de barcos são de pequeno porte, conforme dados da National Marine Manufacturers Association (NNMA).

Barcos menores de até 26 pés são os preferidos dos brasileiros e ocupam 75 % da frota nacional.


“Vejo um enorme potencial de crescimento no Brasil também para este tipo de embarcação. Muitas pessoas estão ingressando no setor náutico e geralmente optam por barcos menores na primeira compra".

"Temos notado que os fabricantes de barcos nacionais estão superando as expectativas em relação ao acabamento, design e qualidade das embarcações. Por isso, é possível encontrar em muitas lanchas menores o mesmo conforto e bom desempenho proporcionado nas maiores, sem falar na economia”, comenta.