Naufrágio do século 16 é encontrado em parque da Suécia.

forsafelogo.png
logo.png
logo_20sindipi0.png
GC_20020.png

O navio de 30 metros de comprimento foi descoberto pela primeira vez pela empresa arqueológica Arkeologikonsult.

De acordo com análises, o navio seria datado de 1590, logo após a Marinha espanhola ter falhado em conquistar o Reino Unido. Além disso, com base nas datas da madeira, o navio teria sido construído na província de Halsingland.

Grande parte de Estocolmo ficou submersa durante muito tempo e não foi drenada até meados do século XVIII. O navio havia sido abandonado na costa, com detritos da área.

"Encontramos de tudo, de moedas e tubos até cerâmica e vidro, além de uma pequena bola de barro, possivelmente jogada por uma criança que brincou nos destroços durante o início do século XVI", afirmou o arqueólogo Philip Tomenar em comunicado.

A embarcação é um exemplo único de um navio híbrido entre a construção naval antiga e moderna. Além disso, é uma ligação entre os navios de guerra maiores e aqueles nos quais não estamos acostumados, por isso, é "algo realmente emocionante", afirma Jim Hansson, arqueólogo subaquático do VRAK, o Museu dos Naufrágios.

O navio foi construído com pinho e possui aproximadamente 30 metros de comprimento. A embarcação, conhecida como Samson, foi encomendada pelo Duque Karl em 1598, entretanto, a embarcação desapareceu em 1607.

AC2 Produção, Comunicação & Marketing