top of page
Buscar

Professor da FURG Luís Gustavo Cardoso assumira a Secretaria Nacional de Registro, Monitoramento e Pesquisa (Sermop)



A nomeação oficial de Luís Gustavo como o novo Secretário Nacional de Registro, Monitoramento e Pesquisa está prevista para ocorrer ainda em abril. Este processo seguirá as etapas regulares e oficiais, garantindo a apresentação de toda a documentação necessária e aderindo aos procedimentos legais que regem a nomeação para tal cargo.


Luís Gustavo é oceanólogo com doutorado em Oceanografia Biológica pela FURG. Ele é professor adjunto no IO, e anteriormente ocupou a coordenação do Programa de Pós-graduação em Oceanografia Biológica da FURG de 2017 a 2019. Além disso, ele é membro da rede global de pesquisadores FISHPATH e representa o Brasil na International Commission for the Conservation of Atlantic Tunas (ICCAT). Dentro da universidade, ele também é Diretor do Laboratório de Dinâmica Populacional Pesqueira e está envolvido em pesquisas e orientações para estudantes de mestrado e doutorado, concentrando-se em dinâmica populacional, avaliação de estoques e impactos ecossistêmicos das pescarias.


“Assumirei com o enorme desafio de manter o impressionante trabalho estruturante desenvolvido até aqui por toda equipe, sob a liderança da colega Flávia Fredou. Estou comprometido e empolgado em colaborar com a excelência que vem sendo desenvolvida pelo Ministério da Pesca e Aquicultura”, destacou o professor.  

O reitor da FURG enfatiza que Luís Gustavo traz um valioso conjunto de habilidades para o Ministério da Pesca e Aquicultura, destacando sua capacidade de articular diferentes partes interessadas no cenário da pesca nacional. Ele é capaz de integrar o conhecimento acadêmico, baseado em dados científicos, com a realidade dos pescadores artesanais e industriais, bem como com outros setores relacionados. O reitor Giroldo expressa sua satisfação em contribuir de maneira significativa para o país por meio dessa nomeação.


A partir de abril deste ano, Luís Gustavo terá a responsabilidade de desenvolver e implementar políticas cruciais para o registro e monitoramento das atividades de pesca e aquicultura no Brasil.


Entre os desafios que ele enfrentará, estão a modernização e agilização do sistema de controle de licenças, permissões e autorizações para aquicultura e pesca, bem como a promoção de pesquisas que visam apoiar uma gestão sustentável desses recursos, com base no conhecimento científico e no envolvimento das comunidades pesqueiras tradicionais.



Comments


bottom of page