top of page
Buscar

" o setor pede socorro" ! Discurso do Sr. Apoliano do Nascimento na ocasião do IFC Amazônia



Apoliano do Nascimento já participou de todas as etapas da faina de pesca, é hoje, proprietário de indústria , armador de pesca e presidente do Sinpesca Pará.


Na abertura do IFC Amazônia, Apoliano, em seu discurso, apontou as mazelas do setor extrativista paraense, que a bem da verdade, não são somente do estado do Pará mais sim de todo o País.


Apoliano pediu apoio e comprometimento de todos os entes envolvidos com a pesca e frizou


" o setor pede socorro".


Segue na íntegra discurso de Apoliano.


- Excelentísso SR. ANDRÉ DE PAULA, Ministro de Estado da Pesca e Aquicultura (Em nome de quem saúdo todas equipe técnica do Ministério).


- Excelentíssimo Sr. Giovane Queiróz, Secretário da SEDAP (Em nome de quem saúdo todas as autoridades constituídas do Pará aqui presentes).


- Senhor Ex-Ministro da Pesca ALTEMIR GREGOLIM, Presidente do IFC (em nome de quem saúdo toda equipe responsável pela organização deste evento).


Em nome da Federação das Indústrias do Pará - FIEPA - presidida pelo senhor Alex Carvalho, que se encontra em missão no exterior, em Dubai participando da COP28, representando as industrias do estado do Para.


Hoje eu estando vice presidente executivo da FIEPA e presidente do SINPESCA Pára, não poderia deixar de manifestar a minha alegria de participar desta solenidade que abre o IFC Amazônia, e que nos trás uma excelente oportunidade de reverberar o nosso grito de SOCORRO para salvarmos um setor que já foi um dos pilares mais sólidos da economia paraense, mas hoje segue CARENTE de DECISÕES POLÍTICAS das autoridades nacionais e regionais.


Nem precisamos dizer que os efeitos da pandemia foram desastrosos e continuam reverberando na pesca comercial.


O clima, este ano, também nos impôs restrições quase mortais e insuperáveis, a ponto de verificar-se a redução brutal dos cardumes.


O mais grave de tudo é que seguimos num cenário de INCERTEZAS desumanas, em razão de um ORDENAMENTO com poucos critérios e imensamente burocrático e, o pior de tudo, desafiador para o FUTURO do setor pesqueiro extrativista.


O desânimo nos abate, face anos de tentativas e erros pouco motivadores de investimentos.

Sim, o setor da pesca comercial não pode mais viver de achismo!


Muito menos dependente de uma máquina humana insuficiente, desmotivada e sem meios de atender a velocidade de nossas demandas operacionais.


Assim sendo, só temos que agradecer aos organizadores deste evento por reservar momentos para significativas discussão para a solução dos gargalos que afligem não só a pesca extrativa e também a piscicultura.


Precisamos não apenas discursar, mas AGIR imediatamente se queremos preservar de fato a sustentabilidade de nossos recursos, quando se fala em pesca extrativa.


A hora é agora, senhores!


O Pará tem tudo para assumir o protagonismo da liderança na produção pesqueira nacional, independente de quem seja o interlocutor.


Contamos com a ajuda, esforço e o comprometimento de cada um e principalmente deste governo para com o setor.


Em tempo, saúdo também as entidades aqui presentes, não só da pesca extrativista como da piscicultura, saudamos a audiência e palestrantes.


Deixo aqui, meu muito obrigado pelo convite. Abraço á todos!

Comentarios


bottom of page