top of page
Buscar

MPA e ApexBrasil assinam Acordo de Cooperação para Internacionalização do Setor Pesqueiro e Aquícola

Parceria estratégica impulsiona exportações na indústria pesqueira brasileira



O Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações (ApexBrasil) formalizaram uma parceria estratégica ao assinarem um Acordo de Cooperação Técnica (ACT). O objetivo central dessa união é impulsionar a presença internacional da cadeia produtiva da pesca e aquicultura brasileira.


A diretora de Relações Institucionais da ABIPESCA, Liliam Catunda, elogiou a iniciativa, destacando o potencial do Brasil na pesca e aquicultura. "Com esse novo olhar do governo e essa parceria estratégica, vamos elevar a pesca a um novo patamar, estamos construindo uma nova história. Juntos somos capazes de grandes progressos."


A parceria entre o MPA, ApexBrasil e Abipesca visa ampliar a presença brasileira no mercado global, gerando oportunidades para o desenvolvimento econômico do setor.


Apesar do vasto potencial do Brasil na produção pesqueira, o país representa apenas 0,23% das exportações globais do setor. O ACT, agora em vigor, marca um compromisso conjunto para reverter essa realidade.



Durante a solenidade, o presidente da ApexBrasil, Jorge Viana, expressou entusiasmo com a colaboração: "O mercado de pescado no mundo é quase metade da proteína disponível para a população, e o Brasil participa apenas com 0,2%. Se há um lugar onde o crescimento pode ser exponencial, é o nosso. Temos que estar juntos para avançar nisso."


O ACT tem como foco principal a promoção de ações que impulsionarão os negócios internacionais da pesca e aquicultura brasileira. Isso envolverá o desenvolvimento de estudos de inteligência de mercado, capacitação de empresas para exportação, promoção comercial e ações de imagem e posicionamento do Brasil no mercado internacional.


Para 2024, o projeto contempla a participação em feiras internacionais, como Seafood Boston e Barcelona, além da China Fisheries and Seafood Expo. Também estão programados eventos estratégicos no Brasil com compradores internacionais, iniciativas de capacitação, branding e comunicação. O projeto inclui, ainda, um Fórum Feminino da Pesca durante a Seafood Brasil, visando a inclusão de mulheres na exportação.





1 comentário


Acredito que enquanto o setor pesqueiro não resolver seus problemas internos de gestão e começarmos o ordenamento pesqueiro nas regiõnais entraremos num colapso de sustentabilidade do setor.

Temos que ter uma gestão do setor com pessoas conhecedoras das realidades e comprometidas com a sustentabilidade não só dás espécies mais também com a subsistência do produtor.

Curtir
bottom of page