Buscar

Fraudes no sistema do seguro-defeso custam ao menos R$ 133 milhões

Imprensa dá destaque às declarações do secretário de Aquicultura e Pesca do Mapa,

Jorge Seif Jr


O site da Globo Rural dá destaque às declarações do secretário de Aquicultura e Pesca do Mapa, Jorge Seif Jr. sobre as fraudes que o governo identificou no seguro-defeso, cujas suspeitas atingem ao menos R$ 133 milhões.

“São pessoas que conseguem invadir o sistema, se cadastrar indevidamente no seguro-defeso e não era checado”, disse Seif,

durante a transmissão semanal do presidente Jair Bolsonaro pelas redes sociais. “Vamos auditar o valor exato, mas já é um número para comemorarmos", acrescentou.


Seif disse ainda que já está em fase de validação e homologação um novo sistema de cadastros de pescadores para a obtenção do seguro-defeso. E apelou que pessoas que tenham o cadastro, mas não estão na atividades pesqueira, que entrem em contato com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), e façam a retirada voluntária, para evitar futuras sanções.

Na mesma live, Seif Jr. comentou sobre o estabelecimento de uma parceria do governo federal com a Global Fishing Watch, que tem como parceiros a ONG Oceana, a SkyTruth e o Google.

O objetivo é usar o sistema de rastreamento de embarcações em tempo real disponível pela plataforma para “aumentar a rastreabilidade da produção de pescado do Brasil”.

Segundo o secretário de Aquicultura e Pesca, a iniciativa ajudará o Ministério do Meio Ambiente (MMA) na fiscalização, além de trazer mais segurança para o pescador.

AC2 Produção, Comunicação & Marketing