Buscar

Equipe da SAP visita empresas no Pará.



A necessidade de adequar as embarcações frigoríficas dentro das normas sanitárias nacionais, enfrenta problemas regionais, como tipo de pescado, diferentes tipos de manipulação e principalmente o clima de cada região.


Para isso a equipe da Secretaria Nacional de Aquicultura e Pesca, coordenada por Jairo Gund, depois de várias reuniões com representantes do setor e corpo técnico das entidades representativas realizou excursões às diversas regiões do País para colher informações in loco e conhecer estas diferenças.


Uma da regiões, que costumo dizer que é o verdadeiro Brasil, é a região Norte.

Ali as peculiaridades de uma região diversa e rica, merece todo o cuidado e atenção do Estado Brasileiro.


Na visita, a equipe foi recepcionada pelo armador, empresário e Presidente do SIMPESCA PARÁ,

Apoliano Oliveira do Nascimento, Apoliano apresentou as diversidades do setor no Estado , espécies capturadas e como são transportadas e conservadas até a descarga.


A SAP, segundo seus técnicos, está compilando estes dados para editar portarias que normatizem a categoria.



"A necessidade do setor, é que as normas respeitem estas diferenças de cada região, gerir as pesca por região é bem mais simples" diz Apoliano.