Buscar

Demanda por peças náuticas vai dobrar no país.



Com o mercado náutico e turismo interno aquecidos, às vésperas do verão, um número cada vez maior de pessoas têm buscado por peças de reposição e acessórios no Brasil, além de embarcações seminovas. A procura por peças deve crescer 100% nos meses que antecedem o verão.

Em função da pandemia, da alta do dólar e das restrições para viagens internacionais, as pessoas vêm cada vez mais descobrindo o mercado náutico e valorizando o turismo interno. Houve uma grande procura por embarcações nos últimos meses, tanto que há falta de opções de barcos seminovos e, consequentemente, peças de reposição, especialmente motores a pronta entrega no país. Ao mesmo tempo, um desafio que é percebido não só pela náutica, mas por vários segmentos, é que com as medidas restritivas, fabricantes de peças tiveram que diminuir a capacidade produtiva o que, em alguns casos, tem retardado o recebimento de equipamentos. É algo que gera reflexo em toda a cadeia, seja na demanda por revisões, marinas ou peças náuticas.

Mesmo em meio a desafios, estamos vivendo um excelente período para o turismo náutico e o mercado de seminovos é um destaque, sem dúvidas. Isso reflete na alta demanda por peças de reposição. Nesse caso, indicamos recorrer a lojas especializadas que conseguem disponibilizar estoque de peças e equipe técnica experiente capaz de agilizar e acompanhar o processo de vendas”, complementa.

Atualmente, a frota de embarcações de lazer no Brasil é de mais de 820 mil, segundo o último guia do setor (Náutica) e últimas pesquisas feitas (CNT de Navegação Interior).


AC2 Produção, Comunicação & Marketing